BBC LONDRES REALIZA DOCUMENTÁRIO COM PARTICIPAÇÃO KORFEBOL BRASILEIRO

Estaremos disponibilizando o documentário da BBC de Londres com a participação do Korfebol Brasileiro, importante dizer que o Korfebol Brasileiro nada tem haver com o Korfball/Corfebol praticado no resto do mundo, inclusive esperamos que o Presidente da entidade que representa o esporte no mundo, não venha declarar que a matéria foi realizada por eles ou por outros brasileiros. O responsável por essa mátéria foi o Professor Marcelo Soares, mais conhecido como “Marcelo Korfebol” que de 1998 a 2012 esteve ligado diretamente a entidade internacional que dirige e representa o Esporte. Em 2013 foi fundada a ABRAKO – Associação de Korfebol Brasileiro, totalmente independente e sem vínculo com nenhum país praticante do Corfebol/Korfball competitivo. Aqui no Brasil realizamos um trabalho diferenciado, muito mais cooperativo e sem a formação de “atletas” nem realização de campeonatos, não temos aspirações Olímpicas e nem queremos ter, o trabalho desenvolvido por aqui é para todos e o mais cooperativo possível para que haja a inclusão através do Korfebol Brasileiro.
Agradecimento especial a Professora Sheila Duarte Bandeira, representante Abrako, aos alunos do Instituto Geremário Dantas no Rio de Janeiro, pelo carinho, dedicação e amor ao Korfebol com K brasileiro.
Desafio das 100 Mulheres BBC (BBC 100 Women Challenge 2017) – No Rio de Janeiro, as nove representantes do Brasil, que integram a lista da BBC de mulheres inspiradoras em todo mundo, reuniram-se para apresentar propostas para minimizar o sexismo no esporte, além de assistir a uma partida de futebol misto entre meninos e meninas e a apresentação de um rap, cuja letra traduz a questão do sexismo.

Saiba quem são as mulheres do Brasil indicadas na lista:

Adriana Behar – ex-jogadora de vôlei de praia e medalhista olímpica;
Ana Luiza Santos de Andrade- estudante de 12 anos, que defende igualdade para meninos e meninas no futebol;

Beatriz Vaz e Silva- jogadora de futebol, que fez parte da seleção brasileira de futebol por quatro anos;
Claudianny Drika- treinadora de futebol, que trabalha com jovens de uma comunidade carente no Rio;
Fernanda Nunes – remadora olímpica e blogueira;
Luiza Travassos- estudante de 13 anos, que conta seu dia a dia como jogadora feminina de futebol
nas redes sociais;
Maira Liguori- diretora da ONG Think Olga, dedicada a capacitar as mulheres compartilhando informações;
MC Soffia- jovem rapper de 13 anos, que tem cantado sobre o empoderamento das garotas negras desde os seis anos de idade;
Nora Ronai -nadadora e atleta de 93 anos, vencedora de seis medalhas de ouro de natação no Masters World Championships em Montreal, Canadá (2014).

Este vídeo é um trecho do documentário exibido na BBC de Londres.

#bbc100women

Anúncios