Vocalista do A-ha: Morten Harket faz brasileiros se sentirem orgulhosos

Hidro + a-ha = 9000 skolesekker til celeiro brasilianske

Morten Harket faz brasileiros orgulhosos

Apenas três meses depois de Morten Harket e o a-ha realizarem dois shows beneficentes em parceria coma mineradora Hydro no norte do Brasil, com estádios cheios e arrecadação de 60.000 mil kits escolares, o famoso cantor esta de volta ao Brasil para gravar um comercial para mineradora.

O objetivo é filmar um comercial – cerca significado da Hydro para a industrialização eo desenvolvimento social no estado brasileiro do Pará, ea importância do Estado como centro de produção de alumínio no Brasil.

O filme irá informar e falar com entusiasmo sobre a Hydro e infinitas possibilidades de alumínio, visto através dos olhos de Morten Harket – que é tão famoso no Brasil hoje como quando ele e seus companheiros de banda de dois a-ha lideravam as paradas há 30 anos.

Morten Harket ainda é popular no Brasil.  Foto: Hidro

Maior do Brasil
Por que é tão importante que os brasileiros estão cientes da Hydro e alumínio?

Porque a Hydro se tornou a maior empresa de alumínio no Brasil e América do Sul, e porque o alumínio é o metal do futuro.

O alumínio pode tornar os carros mais leve e mais eficiente de combustível, reduzir o desperdício de energia em edifícios e prolongar a vida de prateleira de alimentos e bebidas, para mencionar apenas algumas das razões – em suma, o alumínio faz uma contribuição importante para reduzir as alterações climáticas, e aliviando a carga sobre o planeta e na vida diária das pessoas. A demanda por alumínio no Brasil está aumentando.

O alumínio pode tornar os carros mais leve e mais eficiente de combustível.  Foto: Getty / iStock

Paradoxalmente, o aumento dos custos de energia e preços baixos de alumínio globais levaram a muitos dos concorrentes da Hydro no Brasil a ser encerrado.

Isso torna ainda mais importante para as pessoas e os tomadores de decisão no Brasil a ter em conta a contribuição a Hydro faz como uma grande empresa industrial, empregador, comprador de bens e serviços locais, e como um fornecedor de produtos de alumínio – e como a Hydro práticas corporativas responsabilidade social e contribui para a sustentabilidade e desenvolvimento social.

Geograficamente distantes – estrategicamente importantes
Com toda a cadeia de valor do alumínio em um só lugar – a partir de mineração de bauxita e refino de alumina para a produção de produtos de alumínio com base em energia hidrelétrica – Pará é um dos melhores lugares do mundo para a produção de alumínio.

Morten Harket em profunda conversa com representantes Hydro na refinaria de alumina Alunorte.  Foto: Ray Kay

A Hydro tem se empenhado no Brasil há mais de 40 anos. No início, a Hydro participou no desenvolvimento de uma mina de bauxita para obter matérias-primas essenciais para as fábricas de alumínio no oeste da Noruega.

O acesso a matérias-primas tem sido sempre um gargalo para os produtores de alumínio, mas quando a Hydro assumiu a maior empresa brasileira operações de alumínio da Vale no Brasil em 2011, a Hydro garantiu sua matéria-prima precisa por muitas décadas para vir. Hoje a Hydro tem mais de 40% de seus negócios no Brasil. Seu compromisso com o Brasil é estrategicamente importante para a Hydro – ea Hydro tornou-se importante no Pará e no Brasil.

Muito do que se orgulhar
Um monte de coisas boas vêm do estado do Pará, no extremo norte do Brasil: as bagas de açaí utilizados em smoothies saudáveis ​​em todo o mundo, as do Brasil Castanhas noruegueses amam no Natal – e alumínio da Hydro.

E alguns da matéria-prima da mina a céu aberto da Hydro em Paragominas e refinada por a maior do mundo refinaria de alumina, a Alunorte Hydro-propriedade em Barcarena, acabaram como peças de alumínio em iPhones e outros aparelhos distribuídos ao redor do mundo. É certamente possível fazer os cidadãos do Pará orgulhoso do que eles fornecem para o Brasil, Noruega e no resto do mundo.

Era mais do que dez anos atrás que a Hydro e a-ha trabalharam juntos pela primeira vez. Nessa altura, o grupo pop atraiu mais de 120 000 participantes entusiasmados para Frognerparken em Oslo para celebrar o 100º aniversário da Hydro.

No outono passado, quando a banda celebrou o 30º aniversário de sua descoberta hit “Take on Me” por ser uma das principais atrações no “Rock in Rio”, a Hydro aproveitou a oportunidade para convidar Harket & Co. para as cidades de Barcarena e Paragominas no norte do Brasil.

Mineradora Hydro no Brasil: Projetos Sociais com A-ha

4500 empregados
4 operações
10.000 empregados diretos e indiretos
  • Mina de bauxita
  • Refinaria de alumina
  • Fábrica de alumínio primário
  • Produtos Extrudados
A Hydro tem 110 anos de história como indústria. Durante todo esse tempo, desenvolvemos recursos naturais em produtos muito importantes

Em 2011, a relação que já existia com o Brasil desde os anos 70, por conta da participação acionária de 5% na Mineração Rio do Norte (MRN), mina de bauxita no oeste do Pará, ficou mais forte. Foi quando a empresa adquiriu os ativos de alumínio da Vale na região nordeste do estado, tornando-se proprietária da mina de bauxita Hydro Paragominas, da refinaria de alumina Hydro Alunorte, em Barcarena, e acionista majoritária da Albras, fábrica de alumínio primário no mesmo município.

A Hydro também é acionista da Sapa, fábrica na área de produtos extrudados e tubos de precisão localizada na cidade de Itu, em São Paulo.

De origem norueguesa, atualmente, a Hydro conta com 13.000 empregados envolvidos em atividades em mais de 50 países e em todos os continentes.

A Hydro tem 110 anos de história como indústria. Durante todo esse tempo, desenvolvemos recursos naturais em produtos muito importantes.
Trabalhadores de alumina brasileiros

Em 2011, a relação que já existia com o Brasil desde os anos 70, por conta da participação acionária de 5% na Mineração Rio do Norte (MRN), mina de bauxita localizada na região oeste do Pará, ficou mais forte. Foi quando a empresa adquiriu atividades de bauxita, alumina e alumínio da Vale na região nordeste do Pará, tornando-se proprietária da mina de bauxita em Paragominas, a refinaria de alumina Hydro Alunorte, em Barcarena, e acionista majoritária da Albras, fábrica de alumínio primário no mesmo município.

A Hydro também é acionista da Sapa, fábrica na área de produtos extrudados e tubos de precisão localizada na cidade de Itu, em São Paulo.

De origem norueguesa, atualmente, a Hydro conta com 13.000 empregados envolvidos em atividades em mais de 50 países e em todos os continentes.

Alicerçada em mais de um século de experiência na produção de energias renováveis, desenvolvimento de tecnologia e em parcerias progressivas, a Hydro está comprometida em fortalecer a viabilidade dos clientes e das comunidades às quais atende.

A Hydro é fundada pelo engenheiro norueguês Sam Eyde, que se baseou em um método de produção de fertilizantes por meio da extração de nitrogênio do ar usando energia hidráulica, inventado por ele e o cientista norueguês Kristian Birkeland.

 

Originalmente, os fundadores tinham a intenção de usar as fontes de energia hidroelétrica da Noruega para produzir alumínio, mas não dispunham da matéria prima necessária.

Na Noruega, a empresa fundou a maior planta de energia hidrelétrica da Europa e, em 1907, deu início à primeira produção de nitrofertilizantes bem sucedida do mundo. Poucos anos depois, a empresa expandiu suas atividades, fundando a maior instalação de planta de energia hidrelétrica do mundo.

Durante a Segunda Guerra, a Hydro foi controlada pelos interesses alemães. A empresa iniciou a construção da sua primeira fábrica de alumínio na Noruega. O local da construção foi alvo dos bombardeios dos aliados, ceifando a vida de 55 operários da construção.

 

A Hydro produzia água pesada, um subproduto da produção de fertilizantes, e as potências aliadas temiam que esse material pudesse ser usado para construir bombas nucleares. As instalações de produção da Hydro foram bombardeadas e sabotadas, resultando em 21 baixas adicionais. Depois da guerra, o governo norueguês assumiu a posse dos estoques alemães da Hydro.

A Hydro decide construir sua primeira fábrica de alumínio, Alnor, em Karmøy, Noruega, com participação de uma empresa americana.

Nesse mesmo ano, a Hydro decide participar das explorações de petróleo e gás no mar do Norte em cooperação com cinco empresas petrolíferas francesas.

Encontrado petróleo em Ekofisk no mar do Norte, com participação da Hydro.

Foi a primeira grande descoberta de petróleo na placa continental norueguesa e marcou o começo real da indústria petrolífera norueguesa.

Nos anos seguintes, a Hydro evoluiu com rapidez, tornando-se uma das principais produtoras de petróleo e de gás no mar do Norte.

A Hydro dá início à sua expansão com as primeiras fábricas de amônia e de fertilizantes no Qatar.

O projeto também estabeleceu os alicerces para uma cooperação a longo prazo tendo como sócio a Qatar Petroleum.

Nos anos seguintes, a atividade internacional da Hydro no campo de fertilizantes cresceu rapidamente, com diversas grandes aquisições.

 

Hydro se une à ÅSV, criando uma das principais empresas de alumínio da Europa.

A fusão tinha como objetivo garantir o futuro no campo dos produtos semimanufaturados e também o fornecimento de matéria prima.

Nesse mesmo período, a Hydro adquiriu cinco fábricas de extrusão na Europa Central, o primeiro grande passo para a expansão do ramo de alumínio na Europa.

Começo da produção no campo de petróleo e de gás de Oseberg, no mar do Norte, o primeiro tendo a Hydro como operadora.

A evolução de Oseberg incluiu diversas melhorias tecnológicas relevantes em comparação com os projetos de offshore tradicionais.

Nos anos seguintes, a Hydro alcançou a posição de um dos líderes na tecnologia em operações de offshore em alto mar.

A Hydro adquire a empresa de alumínio alemã VAW, tornando-se, sem dúvida, na maior empresa de alumínio da Europa.

A absorção incluiu parte das mais importantes operações de produtos laminados do mundo.

A principal empresa francesa de sistemas de construção, Technal, também foi adquirida em 2002.

O ramo original da empresa, operações com fertilizantes, foi incluído na Bolsa de Oslo como uma empresa à parte, criando a Yara International, um dos líderes mundiais em fertilizantes.

Fusão das operações de gás e petróleo da Hydro com a Statoil, criando uma importante empresa de gás e petróleo offshore.

A venda das operações de PVC da empresa, poucos meses mais tarde, concluiu um processo de alienação que já tinha começado na década de 1990, transformando a Hydro de um conglomerado em uma empresa focado no setor de alumínio.

A Hydro adquire os ativos de alumínios da empresa brasileira Vale para criar uma companhia de alumínio global, totalmente integrada e rica em recursos, com o fornecimento de bauxita garantido para o próximo século.

A aquisição incluiu as operações de mineração de bauxita, em Paragominas, a participação majoritária na maior refinaria de alumina do mundo, Alunorte, e a participação de 51% na principal empresa de alumínio do Brasil, a Albras.

Hydro Mineradora e Morten Harket do A-ha projeto social no Brasil

O vocalista da banda A-HA Morten Harket esteve em Belém na última semana para gravar um comercial, e causou frisson por onde passou. Fãs e admiradores do músico aproveitaram para tietar o astro e fizeram fotos e selfies para registrar o momento.

Morten passeou pelo mercado do Ver-o-Peso, Theatro da Paz e foi até a Hydro, em Barcarena, empresa que o convidou para fazer a gravação, e garante que surpreenderá o público com a produção. O comercial tem previsão para ir ao ar ainda no primeiro semestre de 2016.

Postagens nas redes sociais mostraram que o cantor não passou despercebido pela cidade das mangueiras.

Vocalista do A-HA causa frisson em Belém (Foto: Reprodução)

Morten esteve no Ver-o-Peso durante estadia em Belém (Foto: Reprodução)

Postagens nas redes sociais mostraram que o cantor não passou despercebido pela cidade das mangueiras.

 

 

 

Morten Harket passou uma semana em Belém em visita sigilosa para gravar comercial. Fãs descobiram ídolo na cidade pelo Instagram

Vocalista do A-Ha visita Ver-o-Peso e faz a alegria dos fãs

Por: Redação ORM NewsEm 06 DE FEVEREIRO, 2016 – 17H23 – MÚSICA

Atualizada às 18h46

Fãs da banda norueguesa A-Ha estiveram no Ver-o-Peso na manhã deste sábado (6), à espera do vocalista Morten Harket. O cantor chegou à feira no início da tarde e foi cercado por integrantes do fã-clube paraense da banda. Solícito, Morten fez a alegria dos fãs. Foram muitas ‘selfies’ e autógrafos em discos de vinil e CDs da banda.

Foto: Reprodução (Instagram)Foto: Reprodução (Instagram)

A visita ao Ver-o-Peso encerrou a semana que o cantor passou em Belém. Morten chegou à capital paraense no último dia 29 de janeiro e desde então tem sido presença constante em pontos turísticos da cidade como a feira do Ver-o-Peso. Desta vez, o cantor veio sem os parceiros de banda, Magne Furuholmen e Paul Waaktaar. Morten deixou a capital no final do sábado.

A passagem do artista foi cercada de mistério. A mineradora Hydro, que o convidou a vir novamente ao Pará, só divulgou o motivo da visita após a partida de Morten. O cantor gravou um comercial de TV para a companhia.

Foto: Cesar Perrari (O Liberal)Foto: Cesar Perrari (O Liberal)

O vídeo publicitário dirigido pelo videomaker norueguês Ray Kay foi filmado durante a semana e, segundo a Hydro, vai mostrar o Pará de forma surpreendente. As gravações do comercial foram feitas no mercado do Ver-o-Peso, no Theatro da Paz e em Barcarena.

Entre os trabalhos de Ray estão o vídeoclipe de ‘Poker Face’, da cantora norte-americana Lady Gaga, e ‘Baby’, do canadense Justin Bieber.

‘Descobrimos que ele estava aqui pelo Instagram’, disse o líder do fã-clube, o servidor público Marcos Paulo Uchôa da Silva. Ele contou que os fãs viram uma foto de Morten no perfil de um restaurante japonês na rede social de fotos ao longo da semana.

A imagem circulou pela Internet e despertou o interesse dos fãs que se mobilizaram para acompanhar o músico em sua terceira visita ao Pará. ‘Desde criança este lugar me fascina. Um lugar mágico de incríveis demonstrações de vida’, disse Morten.

Durante a semana, no Facebook a mineradora Hydro, responsável pela viagem de Morten ao Estado, atiçou a curiosidade do público com duas fotos do cantor. Em uma delas Morten aparecia de costas na sacada do apartamento de um hotel enquanto olhava o céu da capital paraense.

Em outra publicação, o norueguês foi fotografado no mercado de peixes do Ver-o-Peso conversando um dos vendedores, que dava mostrava peixes da região. A mineradora informou na rede social que ‘em breve’ o público saberia o que Morten fez em Belém.

‘Nossa empresa tem muito orgulho de estar no Pará. Em nenhum lugar do mundo a Hydro tem mais empregados do que no Pará. É aqui que queremos continuar investindo, para sempre. Porém, vemos que muitas vezes a população em geral desconhece a importância desse estado para a economia nacional e o destaque do Pará na indústria do alumínio’, afirmou o vice-presidente executivo da companhia, Alberto Fabrini.

Foto: Reprodução (Instagram)

Vocalista do A-Ha visita Ver-o-Peso e faz a alegria dos fãs

6 de fevereiro de 2016

Fãs da banda norueguesa A-Ha estiveram no Ver-o-Peso na manhã deste sábado (6), à espera do vocalista Morten Harket. O cantor chegou à feira no início da tarde e foi cercado por integrantes do fã-clube paraense da banda. Solícito, Morten fez a alegria dos fãs. Foram muitas ‘selfies’ e autógrafos em discos de vinil e CDs da banda.

Foto: Reprodução (Instagram)Foto: Reprodução (Instagram)

A visita ao Ver-o-Peso encerrou a semana que o cantor passou em Belém. Morten chegou à capital paraense no último dia 29 de janeiro e desde então tem sido presença constante em pontos turísticos da cidade como a feira do Ver-o-Peso. Desta vez, o cantor veio sem os parceiros de banda, Magne Furuholmen e Paul Waaktaar. Morten deixou a capital no final do sábado.

‘Descobrimos que ele estava aqui pelo Instagram’, disse o líder do fã-clube, o servidor público Marcos Paulo Uchôa da Silva. Ele contou que os fãs viram uma foto de Morten no perfil de um restaurante japonês ao longo da semana. A imagem circulou pelas redes sociais e despertou o interesse dos fãs que se mobilizaram para acompanhar o músico em sua terceira visita ao Pará.

Durante a semana, no Facebook a mineradora Hydro Alunorte, responsável pela viagem de Morten ao Estado, atiçou a curiosidade do público com duas fotos do cantor. Em uma delas Morten aparecia de costas na sacada do apartamento de um hotel enquanto olhava o céu da capital paraense.

Em outra publicação, o norueguês foi fotografado no mercado de peixes do Ver-o-Peso conversando um dos vendedores, que dava mostrava peixes da região. A mineradora informou na rede social que ‘em breve’ o público saberia o que Morten fez em Belém.

Foto: Reprodução (Instagram)Foto: Reprodução (Instagram)

A visita de Morten foi acompanhada por uma equipe de TV norueguesa, que além do Ver-o-Peso também realizaria filmagens no Polo Joalheiro e Arsenal. O presidente do fã-clube afirmou desconhecer novas apresentações da banda na capital paraense. No Polo Joalheiro não havia qualquer agendamento da suposta visita.

Em setembro de 2015, o A-Ha se apresentou em Barcarena e Paragominas a convite da Hydro. A vinda do grupo mobilizou centenas de fãs apaixonados que lotaram os dois espetáculos do grupo em solo paraense.

A princípio as apresentações seriam exclusivas para funcionários da mineradora, mas a repercussão dos eventos fez com que a Hydro abrisse a programação para o público. Os ingressos foram trocados por kits de material escolar distribuídos a estudantes de projetos de responsabilidade social atendidos pela empresa.

O A-Ha ficou conhecido na década de 80 por sucessos como ‘Crying in The Rain’, ‘Hunting, High and Low’ e ‘Take on Me’. O grupo emplacou um hit atrás do outro em emissoras de rádio e programas televisivos.

Hydro e Morten Harket filma Comercial para Tv

Hydro filma comercial para TV
Vídeo mostra a importância do alumínio produzido no Pará para o mundo. Comercial tem participação de vocalista do a-ha.

1560480_1044888512224410_1245035404482712485_n

 

Ao longo desta semana, a Hydro esteve gravando um comercial de TV que mostrará o estado de maneira surpreendente para o público. O vídeo conta com a participação de ninguém menos que o vocalista do a-ha, Morten Harket, que em paralelo à vida artística é um cidadão engajado em projetos socioambientais.

“Nossa empresa tem muito orgulho de estar no Pará. Em nenhum lugar do mundo a Hydro tem mais empregados do que no Pará. É aqui que queremos continuar investindo, para sempre. Porém, vemos que muitas vezes a população em geral desconhece a importância desse estado para a economia nacional e o destaque do Pará na indústria do alumínio”, afirma Alberto Fabrini, vice-presidente executivo da Hydro, responsável pelas operações da companhia no Brasil.

O vídeo tem a direção do videomaker norueguês Ray Kay, famoso no meio artístico por já ter trabalhado na direção de clipes de artistas como Lady Gaga (Poker Face), Steven Tyler (Feels so good) e Justin Bieber (Baby), entre outros.

Amazônia encanta artista

“Desde criança este lugar me fascina. Um lugar mágico de incríveis demonstrações de vida”. Esta é a terceira visita de Morten Harket ao Pará, mas a primeira vez que a agenda de compromissos permite a ele conhecer melhor o estado. Por ocasião das gravações, o músico já passou pelo mercado do Ver-o-Peso, Theatro da Paz e também por Barcarena.

Sobre a parceria com a Hydro no vídeo, Morten ressalta a importância de atuar de forma sustentável. “Eu estou aqui porque me interessa ver uma indústria que busca as melhores maneiras de desenvolver seus processos em direção à sustentabilidade.
Se quisermos ter sucesso em encontrar um caminho a seguir, temos que fazer isso juntos”, afirma o artista.
Posicionamento e Apresentação ao Público

Desde que assumiu a cadeia integrada no Pará, em 2011, a Hydro vem trabalhando para informar e conscientizar a população sobre o papel de destaque que o estado ocupa no Brasil e no mercado do alumínio. A companhia tem um compromisso de longo prazo com o estado que a acolheu e onde trabalham mais de 8 mil empregados diretos e indiretos, seja nas plantas de Barcarena e Paragominas, ou na sede da empresa, na capital paraense.

“Chegamos a este estado de forma mais expressiva em 2011, quando assumimos a Hydro Paragominas, a Hydro Alunorte e a Albras. Já estava na hora de nos apresentarmos para o público em geral e falarmos do orgulho que temos em estar nesta terra”, diz Fabrini.

O executivo complementa. “No ano passado, trouxemos os dois shows da banda a-ha ao Pará, então, algumas pessoas que ainda não conheciam a Hydro, ficaram sabendo que a empresa existe. Agora, queremos nos aproximar, ainda mais, e mostrar às pessoas o que fazemos. Mostrar que fazer alumínio tem tudo a ver com sustentabilidade, com a natureza, com o ser humano. Queremos mostrar ao máximo de pessoas possível o nosso orgulho de estar no Pará e a vontade de permanecer aqui. Assim como nós temos orgulho de estar aqui, esperamos que as pessoas também se orgulhem do trabalho que vimos desenvolvendo ao longo de mais de um século de tradição industrial”, afirma o executivo da Hydro.

Alberto Fabrini também destaca a participação de nomes de destaque internacional no comercial. “A Hydro é uma empresa norueguesa e, para nós, é importante estreitar os laços culturais com o Brasil e, especialmente, com o Pará. Sempre brinco que somos uma empresa ‘originalmente norueguesa, mas orgulhosamente paraense’. Os shows da banda norueguesa a-ha, em 2015, foram muito bem recebidos, no estado. Como Morten também é muito engajado em sustentabilidade, ele não hesitou em se unir a este projeto. Já o diretor norueguês, Ray Kay, que fez também o vídeo comercial da Hydro na Noruega no final do ano passado, nos garante uma só voz. Ele está trabalhando com uma grande equipe de brasileiros, incluindo muitos paraenses e, juntos, tenho certeza que farão um vídeo que irá surpreender, positivamente, a todos. Mas o resto queremos deixar na surpresa”, brinca.

O comercial tem previsão para ir ao ar ainda no primeiro semestre de 2016.

Foto de Hydro no Brasil.

Vocalista do A-ha virando Brasileiro

O Vocalista do A-ha Morten Harket está causando uma grande movimentação no estado do Pará. O músico veio ao Brasil para gravar um comercial pela promovido pela mineradora Hydro. Há especulações que a banda voltará em 2016 para maiores apresentações.

12687943_612541475560305_1717740463010068118_n

12439215_612376752243444_4000894190898975536_n