Vocalista do A-ha: Morten Harket faz brasileiros se sentirem orgulhosos

Hidro + a-ha = 9000 skolesekker til celeiro brasilianske

Morten Harket faz brasileiros orgulhosos

Apenas três meses depois de Morten Harket e o a-ha realizarem dois shows beneficentes em parceria coma mineradora Hydro no norte do Brasil, com estádios cheios e arrecadação de 60.000 mil kits escolares, o famoso cantor esta de volta ao Brasil para gravar um comercial para mineradora.

O objetivo é filmar um comercial – cerca significado da Hydro para a industrialização eo desenvolvimento social no estado brasileiro do Pará, ea importância do Estado como centro de produção de alumínio no Brasil.

O filme irá informar e falar com entusiasmo sobre a Hydro e infinitas possibilidades de alumínio, visto através dos olhos de Morten Harket – que é tão famoso no Brasil hoje como quando ele e seus companheiros de banda de dois a-ha lideravam as paradas há 30 anos.

Morten Harket ainda é popular no Brasil.  Foto: Hidro

Maior do Brasil
Por que é tão importante que os brasileiros estão cientes da Hydro e alumínio?

Porque a Hydro se tornou a maior empresa de alumínio no Brasil e América do Sul, e porque o alumínio é o metal do futuro.

O alumínio pode tornar os carros mais leve e mais eficiente de combustível, reduzir o desperdício de energia em edifícios e prolongar a vida de prateleira de alimentos e bebidas, para mencionar apenas algumas das razões – em suma, o alumínio faz uma contribuição importante para reduzir as alterações climáticas, e aliviando a carga sobre o planeta e na vida diária das pessoas. A demanda por alumínio no Brasil está aumentando.

O alumínio pode tornar os carros mais leve e mais eficiente de combustível.  Foto: Getty / iStock

Paradoxalmente, o aumento dos custos de energia e preços baixos de alumínio globais levaram a muitos dos concorrentes da Hydro no Brasil a ser encerrado.

Isso torna ainda mais importante para as pessoas e os tomadores de decisão no Brasil a ter em conta a contribuição a Hydro faz como uma grande empresa industrial, empregador, comprador de bens e serviços locais, e como um fornecedor de produtos de alumínio – e como a Hydro práticas corporativas responsabilidade social e contribui para a sustentabilidade e desenvolvimento social.

Geograficamente distantes – estrategicamente importantes
Com toda a cadeia de valor do alumínio em um só lugar – a partir de mineração de bauxita e refino de alumina para a produção de produtos de alumínio com base em energia hidrelétrica – Pará é um dos melhores lugares do mundo para a produção de alumínio.

Morten Harket em profunda conversa com representantes Hydro na refinaria de alumina Alunorte.  Foto: Ray Kay

A Hydro tem se empenhado no Brasil há mais de 40 anos. No início, a Hydro participou no desenvolvimento de uma mina de bauxita para obter matérias-primas essenciais para as fábricas de alumínio no oeste da Noruega.

O acesso a matérias-primas tem sido sempre um gargalo para os produtores de alumínio, mas quando a Hydro assumiu a maior empresa brasileira operações de alumínio da Vale no Brasil em 2011, a Hydro garantiu sua matéria-prima precisa por muitas décadas para vir. Hoje a Hydro tem mais de 40% de seus negócios no Brasil. Seu compromisso com o Brasil é estrategicamente importante para a Hydro – ea Hydro tornou-se importante no Pará e no Brasil.

Muito do que se orgulhar
Um monte de coisas boas vêm do estado do Pará, no extremo norte do Brasil: as bagas de açaí utilizados em smoothies saudáveis ​​em todo o mundo, as do Brasil Castanhas noruegueses amam no Natal – e alumínio da Hydro.

E alguns da matéria-prima da mina a céu aberto da Hydro em Paragominas e refinada por a maior do mundo refinaria de alumina, a Alunorte Hydro-propriedade em Barcarena, acabaram como peças de alumínio em iPhones e outros aparelhos distribuídos ao redor do mundo. É certamente possível fazer os cidadãos do Pará orgulhoso do que eles fornecem para o Brasil, Noruega e no resto do mundo.

Era mais do que dez anos atrás que a Hydro e a-ha trabalharam juntos pela primeira vez. Nessa altura, o grupo pop atraiu mais de 120 000 participantes entusiasmados para Frognerparken em Oslo para celebrar o 100º aniversário da Hydro.

No outono passado, quando a banda celebrou o 30º aniversário de sua descoberta hit “Take on Me” por ser uma das principais atrações no “Rock in Rio”, a Hydro aproveitou a oportunidade para convidar Harket & Co. para as cidades de Barcarena e Paragominas no norte do Brasil.

Hydro Mineradora e Morten Harket do A-ha projeto social no Brasil

O vocalista da banda A-HA Morten Harket esteve em Belém na última semana para gravar um comercial, e causou frisson por onde passou. Fãs e admiradores do músico aproveitaram para tietar o astro e fizeram fotos e selfies para registrar o momento.

Morten passeou pelo mercado do Ver-o-Peso, Theatro da Paz e foi até a Hydro, em Barcarena, empresa que o convidou para fazer a gravação, e garante que surpreenderá o público com a produção. O comercial tem previsão para ir ao ar ainda no primeiro semestre de 2016.

Postagens nas redes sociais mostraram que o cantor não passou despercebido pela cidade das mangueiras.

Vocalista do A-HA causa frisson em Belém (Foto: Reprodução)

Morten esteve no Ver-o-Peso durante estadia em Belém (Foto: Reprodução)

Postagens nas redes sociais mostraram que o cantor não passou despercebido pela cidade das mangueiras.

 

 

 

A-HA realiza projeto Social no Brasil em parceria com Mineradora Hydro Norsk

Parabéns ao Grupo Norueguês A-ha e a Mineradora Hydro

Poucas horas após o show que entrou para a história do município paraense, no dia 3/10, o vocalista do a-ha, Morten Harket, visitou a mina de bauxita da Hydro, em Paragominas. O músico conheceu melhor as ações da empresa na área de Meio Ambiente e plantou uma muda de mogno na área de reflorestamento da mina, acompanhado de crianças do projeto social Caseca, apoiado pela Hydro Paragominas. Veja as fotos

HYDRO1

o vocalista do a-ha, Morten Harket, visitou a mina de bauxita da Hydro, em Paragominas. O músico conheceu melhor as ações da empresa na área de Meio Ambiente e plantou uma muda de mogno na área de reflorestamento da mina, acompanhado de crianças do projeto social Caseca, apoiado pela Hydro Paragominas.

12074529_569801623167624_7411518375234098242_n 11222526_569801516500968_636584555780971764_n 11181914_569801499834303_1372590217911899912_n 12108074_569801496500970_6614356440083023347_n 12141684_569801443167642_7705042435419243526_n 12075065_569801409834312_4447930877935021915_n 12115795_394094094134223_1643535695649178306_n12075065_569801409834312_4447930877935021915_n

A-HA, EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NO PARÁ

A-HA, EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NO PARÁ

Coluna Ares do Norte (Foto: Rodrigo Buldrini/Época NEGÓCIOS)

Cartaz da turnê do A-ha: parceria com a Hydro para shows e workshops no Pará (Foto: Divulgação)CARTAZ DA TURNÊ DO A-HA: PARCERIA COM A HYDRO PARA SHOWS E WORKSHOPS NO PARÁ (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Se em uma conversa de bar ou em um tradicional “brainstorm” no trabalho você tivesse que elencar empresas criativas, inovadoras e com iniciativas que realmente fazem a diferença para funcionários e comunidade ao redor, talvez passasse pela sua cabeça nomes de empresas do ramo de design, tecnologia, moda e varejo, mas dificilmente uma empresa de alumínio, correto?

Pois uma empresa norueguesa, cuja sede no Brasil fica no Pará, é responsável por uma série de eventos que estão movimentando a região. Promovido pela Norsk Hydro, o evento traz shows e workshops da banda norueguesa A-ha, doação de kits de material escolar e muitos comentários positivos e emocionados nas redes sociais da empresa. Há dias, fãs do A-ha dormem na fila para assistir ao show da banda, que no último domingo tocou para 90 mil pessoas no Rock in Rio.
A Hydro no Brasil

A empresa foi fundada em 1905 pelo engenheiro norueguês Sam Eyde, que juntamente com o cientista conterrâneo Kristian Birkeland, inventou um método de extração de nitrogênio do ar a partir de energia hidráulica para produzir fertilizantes. Hoje é uma empresa de fabricação de alumínio com produção, vendas e atividades comerciais em toda a cadeia de valor, desde bauxita, alumina e geração de energia para a produção de alumínio primário e produtos laminados, bem como a reciclagem.

A sede da companhia fica em Oslo, capital da Noruega, e a empresa tem atividades em mais de 50 países em todos os continentes. O Brasil e especialmente o Pará são estratégicos para a companhia, pois aqui ficam seus ativos mais importantes. No país, a Hydro se estabeleceu na década de 1970, por meio da participação acionária em indústrias da cadeia de alumínio no estado Pará. Atualmente, a companhia gera 10 mil empregos diretos e indiretos em todo o país.

E para comemorar seu centenário, a Hydro montou uma ação que envolve música, cultura, educação e sustentabilidade no Pará.
Iniciativas criativas

A vinda dos músicos do A-ha ao Pará marca a nova campanha global da companhia: Renove (Renew). O Renove é uma iniciativa para envolver políticos, indústria e sociedade em um diálogo sobre como é possível unir as questões da economia, da indústria e do clima – e garantir que empresas como a Hydro sejam uma parte da solução para as questões do clima e geração de energia limpa.

Essa é a segunda vez que a Hydro e o A-ha estão juntos em um projeto. A primeira foi em 2005, quando a companhia realizou ações na Noruega, na Alemanha e no Brasil. A programação paraense tem caráter artístico e social. A banda faz shows em Barcarena e Paragominas, duas cidades em que a Hydro mantém unidades. Em Barcarena, o tecladista Magne Furuholmen fará uma oficina artística com crianças do projeto Educação pra Gente. (Magne fez também oficinas no Museu de Arte Contemporânea de Niterói Oscar Niemeyer um dia depois do show do Rock in Rio com jovens do Morro do Palácio para o projeto ‘The Art of Storytelling – A Arte de Contar Histórias’ – com curadoria de Selene Wendt).  Em Paragominas, o vocalista Morten Harket participará do plantio de mudas com a colaboração de crianças do projeto social Caseca.

Incialmente, os shows no Pará seriam apenas para funcionários da Hydro como comemoração dos 100 anos da empresa, mas houve uma ampliação para o público que doou material escolar em troca de ingressos – batizado como kit A-ha.

Outra iniciativa de desenvolvido local realizada pela Hydro é o consórcio assinado entre a companhia, a Universidade de Oslo, a Universidade Federal do Pará (UFPA), a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) – estes três são importantes centros de estudo e pesquisa paraenses – em novembro de 2013. O principal objetivo é desenvolver atividades de pesquisa básica e aplicada, para construir uma base sólida de informações sobre biodiversidade e sobre o clima. Os membros do consórcio realizarão pesquisas colaborativas e farão intercâmbio de pesquisadores, acadêmicos, estudantes e informações. Os estudos serão voltados ao desenvolvimento e aprimoramento de soluções sustentáveis para reabilitação de áreas mineradas, para garantir o rápido e eficaz restabelecimento da biodiversidade dos locais onde a bauxita é extraída em Paragominas.

Lígia Krás é antropóloga e trendhunter, especialista em inovação cultural nórdica

A-ha desembarca em Belém para dois shows beneficentes no Pará em Projeto Social parceria Mineradora Hydro

Grupo fará apresentações em Barcarena e Paragominas.
Distribuição de ingressos foi encerrada nesta quarta (30).

Vocalista Morten Harket foi cercado por fãs no desembarque no aeroporto internacional de Belém (Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)Vocalista Morten Harket foi cercado por fãs no desembarque no aeroporto internacional de Belém (Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)

A banda norueguesa A-ha, que tocou na noite de encerramento do Rock in Rio no últimodomingo (27), desembarcou na tarde desta quarta-feira (30) em Belém. O grupo se hospedou em um hotel de luxo no centro da cidade, de onde devem se deslocar para os shows agendados em Barcarena e Paragominas.

Fãs demonstraram carinho pelos músicos (Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)Fãs demonstraram carinho pelos músicos
(Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)

O grupo toca no Pará como parte da programação de uma mineradora que opera no estado. Inicialmente fechadas para colaboradores, as apresentações foram abertas para o público atendendo a demanda popular. O ingresso para cada show foi um kit escolar, e o que for arrecadado com as apresentações será doado para comunidades carentes.

A secretária Daniele Bentes estava entre as dezenas de fãs que acompanharam a chegada dos músicos no aeroporto internacional de Belém. “Meu pai é muito fã do a-ha e eu cresci ouvindo a banda. É muita emoção, queria muito que ele estivesse aqui, pena que ele não pode porque está trabalhando. Mas eu trouxe aqui o disco dele para eles autografarem. Jamais imaginei que um dia eles viriam aqui em Belém. Pensei ‘eu tenho que ir’, e foi uma coisa muito louca, mas na última hora consegui ingresso para Paragominas. Acho que o show vai ser maravilhoso, mas só o fato de estarem aqui já acho ótimo.”

Serviço: A banda A-ha se apresenta no dia 1º de Outubro em Barcarena e no dia 3 em Paragominas. A distribuição dos ingressos está encerrada. Os portões abrem às 17h30 nos dois dias de shows. Não haverá venda de bebidas alcóolicas durante as apresentações.

Fãs pediram autógrafos na saída do desembarque do A-ha (Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)
Fãs pediram autógrafos na saída do desembarque do A-ha (Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)