BBC LONDRES REALIZA DOCUMENTÁRIO COM PARTICIPAÇÃO KORFEBOL BRASILEIRO

Estaremos disponibilizando o documentário da BBC de Londres com a participação do Korfebol Brasileiro, importante dizer que o Korfebol Brasileiro nada tem haver com o Korfball/Corfebol praticado no resto do mundo, inclusive esperamos que o Presidente da entidade que representa o esporte no mundo, não venha declarar que a matéria foi realizada por eles ou por outros brasileiros. O responsável por essa mátéria foi o Professor Marcelo Soares, mais conhecido como “Marcelo Korfebol” que de 1998 a 2012 esteve ligado diretamente a entidade internacional que dirige e representa o Esporte. Em 2013 foi fundada a ABRAKO – Associação de Korfebol Brasileiro, totalmente independente e sem vínculo com nenhum país praticante do Corfebol/Korfball competitivo. Aqui no Brasil realizamos um trabalho diferenciado, muito mais cooperativo e sem a formação de “atletas” nem realização de campeonatos, não temos aspirações Olímpicas e nem queremos ter, o trabalho desenvolvido por aqui é para todos e o mais cooperativo possível para que haja a inclusão através do Korfebol Brasileiro.
Agradecimento especial a Professora Sheila Duarte Bandeira, representante Abrako, aos alunos do Instituto Geremário Dantas no Rio de Janeiro, pelo carinho, dedicação e amor ao Korfebol com K brasileiro.
Desafio das 100 Mulheres BBC (BBC 100 Women Challenge 2017) – No Rio de Janeiro, as nove representantes do Brasil, que integram a lista da BBC de mulheres inspiradoras em todo mundo, reuniram-se para apresentar propostas para minimizar o sexismo no esporte, além de assistir a uma partida de futebol misto entre meninos e meninas e a apresentação de um rap, cuja letra traduz a questão do sexismo.

Saiba quem são as mulheres do Brasil indicadas na lista:

Adriana Behar – ex-jogadora de vôlei de praia e medalhista olímpica;
Ana Luiza Santos de Andrade- estudante de 12 anos, que defende igualdade para meninos e meninas no futebol;

Beatriz Vaz e Silva- jogadora de futebol, que fez parte da seleção brasileira de futebol por quatro anos;
Claudianny Drika- treinadora de futebol, que trabalha com jovens de uma comunidade carente no Rio;
Fernanda Nunes – remadora olímpica e blogueira;
Luiza Travassos- estudante de 13 anos, que conta seu dia a dia como jogadora feminina de futebol
nas redes sociais;
Maira Liguori- diretora da ONG Think Olga, dedicada a capacitar as mulheres compartilhando informações;
MC Soffia- jovem rapper de 13 anos, que tem cantado sobre o empoderamento das garotas negras desde os seis anos de idade;
Nora Ronai -nadadora e atleta de 93 anos, vencedora de seis medalhas de ouro de natação no Masters World Championships em Montreal, Canadá (2014).

Este vídeo é um trecho do documentário exibido na BBC de Londres.

#bbc100women

O Brasil de Luto – Blog Esportes Alternativos Homenageia as famílias e a todos do Voo da Chapecoense

O Esporte nos proporciona momentos como esse, um momento de reflexão, de ver que a vida é menos de um segundo. Homenagens pelo mundo inteiro aos atletas, jornalistas, e pessoas que acompanhavam a delegação da Chapecoense.

The Brazilian Korfebol stands in solidarity with the families that lost their loved ones, players, parents, children and grandchildren in the tragic accident of the Chapecoense CLube airplane. Brazil is in mourning, Brazil mourns the loss of young people who worked hard. The Chapecoense Club was on the rise in Brazilian soccer and now South American, very sad what happened. The Brazilian Korfebol is in mourning. We add the visits of all the foreigners who visit our page and the manifestations of affection and solidarity from all over the world.

Marcelo Korfebol

Educação Física – Esportes Alternativos – Participe

ABRAKO 1

Olá amigos do KORFEBOL BRASILEIRO !

Saudações.
 
Gostaria de convidar a todos para participarem da pesquisa do KORFEBOL BRASILEIRO, que estamos desenvolvendo sobre a orientação do Professor Marcelo Soares, mais conhecido como “Marcelo Korfebol”
 
O objetivo da pesquisa é caracterizar as pessoas que conhecem o korfebol brasileiro e fazer um paralelo da Educação Física escolar, com os Esportes cooperativos Esportes competitivos (tradicionais) e Esportes Alternativos (Desconhecidos da nossa cultura).
 
Link da Pesquisa
 
Estaremos realizando encontros, torneios, cursos e palestras.
Professor Marcelo Soares está desenvolvendo diversas formas de se jogar Korfebol brasileiro, para que o esporte se torne cada vez mais acessível a todos.
 
Na certeza de poder contar com sua contribuição participando de nossa pesquisa, nos despedimos.
FORTE ABRAÇO
KORFEBOL BRASILEIRO.
“TEM QUE QUERER”

 

Claudio Nogueira – Um dos maiores nomes do Jornalismo carioca

Claudio Nogueira sempre foi um dos incentivadores do Korfebol no Brasil inclusive em 2002 foi o jornalista responsável pela matéria “Esporte da Família” publicado no Jornal o Globo, e que muito contribuiu para que o esporte fosse mais reconhecido no Brasil.

Realizamos inúmeros eventos e matérias na tv, como Ana Maria Braga, Esporte Espetacular após a realização da entrevista ao Claudio Nogueira. Meia página falando de KORFEBOL BRASILEIRO, que na época adotávamos a nomenclatura com a letra “C”. Atualmente é KORFEBOL COM “K”.

Obrigado amigo Claudio Nogueira… fica o reconhecimento e gratidão por ter nos ajudado sempre que solicitamos, você é um grande profissional e o KORFEBOL BRASILEIRO TE DEVE MUITO.

Estamos juntos…

Jornal O Globo 1

Em 2011 estivemos no lançamento do Livro Zeros à Direita de Cláudio Nogueira.

CLAUDIO NOGUEIRA E MARCELO KORFEBOL

O livro “Zeros à Direita – Marketing e Mídia no Esporte”, do jornalista Claudio Nogueira, do Globo, é um grande estudo atualizado com o olhar de um jornalista com larga experiência no esporte. Editado pela iVentura, o livro foi lançado em 29 de novembro de 2010, na livraria Saraiva do Botafogo Praia Shopping, no Rio de Janeiro.

Prestes a realizar os dois maiores eventos esportivos existentes no planeta – Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016 -, o Brasil ainda carece de uma séria e efetiva política nacional de esportes, dependendo ainda do surgimento esporádico de talentos, e não de uma estrutura que vise a fazer surgir novos atletas.

O livro se caracteriza pela abrangência, viajando do marketing esportivo e dos patrocínios a entidades e ídolos das mais variadas modalidades esportivas mundiais até chegar ao cidadão comum que através da sua paixão impulsiona o esporte.

Apesar de não ter a pretensão de esgotar o assunto, Claudio compartilha com os leitores algumas observações sobre o esporte em geral, mostrando como se dá, no Brasil, a relação entre esse ramo de atividade e a sociedade como um todo.

Claudio Nogueira é também autor de “Futebol Brasil Memória” e “O Time do Meu Coração – Vasco”.

 

Korfebol Brasileiro é diferente do Korfebol praticado no resto do Mundo ?

ABRAKO – Associação de Korfebol Brasileiro.

Não estamos vinculados a Federação Internacional de Korfball (IKF) e nem a Federação Portuguesa de “Corfebol” e nem queremos. Somos uma associação independente formada por professores de educação física, amigos, empresas, e simpatizantes das regras modificadas do Korfball mundial, ou seja, o KORFEBOL BRASILEIRO é diferente de qualquer outro país praticante no resto do mundo.

Confira o texto a seguir e saberão nossos motivos.

PARTE 1

Uma das principais características do KORFEBOL BRASILEIRO é a não permissão de Contato Físico, (como por exemplo, os empurrões e demais jogadas agressivas), enquanto que no resto do mundo, a modalidade é praticada com a permissão do “contato físico moderado”. Para os divulgadores do KORFEBOL BRASILEIRO, esta diferença faz com que o esporte praticado no exterior apresente uma prática desportiva hostil e faz com que o jogo se torne muito feio”, em busca de competição e da formação de “atletas” como objetivo principal deste esporte. Algo que não condiz com a História e a cultura integradora e hospitaleira do povo brasileiro.

Por isso, foi criada a ABRAKO – Associação de Korfebol Brasileiro, que atualmente é totalmente independente da Federação Internacional de Korfball, da qual esteve vinculada até 2012, quando então ocorreu uma “virada de mesa” por parte de um grupo de “ex alunos” do professor Marcelo Soares que se aliou a um grupo de dissidentes em São Paulo, que se sentiam deslocados do trabalho focado nas questões sócio-educacionais que o professor Marcelo Soares sempre praticou.

Foto de Abrako - Associação Brasileira De Korfebol.

BRAKO – Associação de Korfebol Brasileiro

Confira a segunda parte do texto que conta um pouco da verdadeira história do KORFEBOL BRASILEIRO E DA ABRAKO

Parte 2

Estes grupos resolveram se mancomunar com a entidade que dirige o esporte e também e também com representantes da Federação Portuguesa de Corfebol, numa tentativa desesperada de retirar o Professor Marcelo Soares, da “Representatividade do Korfball” no Brasil.

Porém, quem conhece pessoalmente o trabalho desenvolvido (desde 1998) por Soares, sabe que ele não desiste tão fácil, inclusive, comenta em suas palestras, que está até mais motivado para divulgar o Jogo em todo território nacional, sem a preocupação de realizar campeonatos e livre dessa política pequena de empenhar recursos e tempo apenas na formação atletas e fazer o jogo ser desporto olímpico.

O esporte como uma ferramenta de construção de cidadania e afirmação cultural é o grande eixo fundatório do KORFEBOL BRASILEIRO, este, muito mais alinhado aos princípios de integração e participação de todos, tal qual o Professor Nico Broekhuysen ensinou e em 1902 na Holanda.

Foto de Abrako - Associação Brasileira De Korfebol.

Professor Marcelo Korfebol visita a feira de Esportes – Rio Sport Show

Para atender às necessidades de consumidores cada vez mais exigentes, o mercado do esporte, fitness e bem estar vem se ajustando à grande diversificação de modalidades de exercícios físicos gerando uma demanda que exige das academias e estabelecimentos esportivos um maior profissionalismo e dedicação em quesitos como: atendimento, gestão, marketing e retenção.

Mais competitivo e inovador, o setor de academias começa a se expandir, também, em outros estabelecimentos como: clubes, hotéis, condomínios, escolas, associações esportivas e até mesmo em empresas de médio e grande porte que incluem na rotina dos funcionários a prática de atividades físicas como prevenção às doenças futuras, gerando um maior bem estar e assim, maior produtividade no ambiente de trabalho.

Para garantir esta atualização e estimular negócios, a Rio Sports Show, em sua 17ª edição, é o evento ideal para sua empresa investir, porque a feira reúne os principais fabricantes e importadores de equipamentos de musculação, acessórios de ginástica, acessórios de natação/hidroginástica, softwares de acesso, pisos esportivos, climatização, editoras especializadas, confecção e calçados esportivos para um público seleto de proprietários e coordenadores de academias, clubes, spas, hotéis, incorporadoras, condomínios, centros de reabilitação e fisioterapia, personal trainers, alunos e professores de educação física, além de investidores e adeptos à prática de atividades esportivas.

Consolidada como a maior e uma das mais importantes feiras de esporte, fitness e bem estar do Brasil, a Rio Sports Show alavanca o setor e mostra a força do Rio de Janeiro como um pólo fomentador de novas tendências para todo o o país. Com empresas e instituições de renome nacional e mundial, a feira cria uma atmosfera de intercâmbio tecnológico, apresentando o que há de mais moderno em equipamentos, produtos e serviços para a indústria, suscitando grandes negócios.

Reunindo toda a cadeia produtiva do esporte, fitness e bem estar, a Rio Sports Show proporciona excelentes oportunidades de relacionamento comercial com compradores, profissionais técnicos, formadores de opinião e executivos com alto poder de decisão. Um verdadeiro salão de negócios!

A meta da Rio Sports Show é ser um instrumento de negócios e reciclagem profissional, contribuindo para o crescimento e evolução do mercado esportivo em todo o Brasil.

MARCELO KORFEBOL NA FEIRA RIO SPORTS SHOW

Aproveitando as férias de Julho no Brasil, estivemos participando da feira de esportes Rio Sport Show. Uma grande oportunidade de fazer novos contatos e reencontramos amigos que apoiam o NOVO KORFEBOL BRASILEIRO.

Professor Thiago Medeiros, grande amigo ex presidente do “Crefinho” no Rio de Janeiro.

Arley Savaget organizador do Evento RIo Sport Show

Casal de amigos da Universidade Castelo Branco – Graduação – Luciane Barja e Lauro Ivo Jr.
Recentemente estivemos na UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ campus R9 à convite do amigo Professor Lauro Ivo Jr.

Presença na Estacio R9 – Taquara – RIo de Janeiro

André Ferraz – Professor de Educação Física – Atua na Região do Grande Méier – no Conselhor Regional administrativos. Parceiro do KORFEBOL BRASILEIRO.

Revista do Empresario – Stand do amigo Leo Alevato